Não!


Depois de mamãe e papai, MEU e NÃO são as duas primeiras palavras que aprendemos a pronunciar.

Alguns têm dificuldade para dizer NÃO e outros têm dificuldade para ouvir NÃO.

Àquele que tem dificuldade de falar não, falta assertividade.

Àquele que tem dificuldade de ouvir não, falta capacidade de lidar com frustração.

Quem não sabe dizer não, geralmente no processo da construção da autoestima, faltou reconhecimento, aprovação, incentivo.

A autoconfiança e estima ficaram prejudicadas.

Se diz sim, mesmo querendo dizer não, pelo medo de reprovação, perda da admiração, reputação ou perda do amor do outro, precisa sempre agradar.

Também há a ideia equivocada de que dizer o que pensa, sente ou quer, seria egoísmo ou iria fazer o outro sofrer.

Falta ainda a noção de que toda emoção passa, e faz parte do sistema humano, seja essa emoção positiva ou negativa.

A turma que tem dificuldade para ouvir não, no processo da individuação para formação do eu, não recebeu limites dos pais ou cuidadores.

Geralmente aprenderam fazer birra, bico, chantagem emocional, estratégias manipulativas até conseguirem o que queriam.

Também há aqueles que receberam tantas negativas e reprimendas faltando-lhes afirmação, que hoje vivem buscando reconhecimento a qualquer custo.

Os ‘nãos’ fazem parte da vida. Todos precisamos falar e ouvir ‘nãos’ e isso faz bem a todos.

Nosso Pai Celestial, com certa frequência nos diz: não. Depois de um tempo, olhando o passado, agradecemos.

A nós, só nós cabe, “a arte de sorrir cada vez que o mundo diz não”, pois, “a vida é mesmo assim, dia e noite, não e sim”.

“Seja, porém, o teu sim, sim! E o teu não, não!” Não

autor: Pr. Onésimo Ferreira

Posts Em Destaque
Posts Recentes